França: Ganhou quem tinha de ganhar

Dos dois candidatos que o capital monopolista e financeiro europeu teve na corrida às presidenciais francesas ganhou o mais „smart“. Um floreado extravagante a entreter o basbaque. É preciso dar tempo ao tempo. Enquanto o papalvo andar com cenouras, não será preciso recorrer ao chicote.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s