Fátima, o tolo avejão

O obscurantismo imanente à religião e à superstição, dominante e esmagador no feudalismo, nunca deixou de estar presente e procurar vias de afirmação na era capitalista. Todo o circo ilusionista e abstruso, montado pela Igreja Católica em torno dos pascácios pastorinhos de Fátima, é apenas mais uma dessas erupções obscurantistas.

Nas crises cíclicas e demolidoras para o seu sistema, são os próprios capitalistas a deitarem hoje a mão a tudo o que sirva para iludir e alienar as massas. A encenação fantasmagórica de Fátima passou a ter lugar de honra nos seus obscenos planos de dominação.

A comunicação social, que lhes pertence na totalidade, glosa, exibe, divulga e propagandeia o tolo avejão, celebrando assim o obscurantismo até ao veio mais ínfimo e mais esconso da sociedade. Só conta mesmo o lucro bruto, mesmo ao preço da mais irracional brutalização das gentes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s