Trump e o empresariês (ou coisa assim)

Trump é um empresário que fala empresariês, um cruzamento linguístico de gestão de empresas, vendas, marketing e publicidade, e  está agora na Casa Branca a enxertar na política os seus métodos business. Trump não é um político e faz questão que o mundo o saiba.

Ao dizer que Trump „não é um democrata, não é um liberal, não é um conservador, nem um fascista, nem um nacionalista, é um demagogo revolucionário, egocêntrico e autoritário, que só ouve a voz do seu próprio sucesso“, JPP está a caracterizar um político. Outra vez: Trump não é um político. Ora isso é que irrita no seu estilo e na sua linguagem. Trump será qualquer coisa como um atleta de luta livre numa equipa de futebol com o estádio cheio. O visitante esporádico e desinteressado de um desafio goza a cena, o fanático da bola desatina, rasga o cartão de sócio e quer o dinheiro do bilhete de volta.

Quando Carlos Slim se oferece para ajudar o governo mexicano a negociar com Trump significa que vai utilizar o empresariês, o código linguístico dos empresários, para chegar a um acordo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s