Os apocalípticos „estouram“ pelas costuras

Nos tempos que correm é muito mais educativo ler o blog „Blasfémias“ do que as Profecias de Nostradamus e o „Observador“ do que o Apocalipse de S. João. Para eles a Visão do Fim do Mundo é muito mais um jardim de rosas  quando comparada com o Governo de António Costa. Então com as últimas sondagens publicadas, as labaredas do Apocalipse ainda lhes vieram acelerar mais o delírio e a esquizofrenia. Rui Ramos – atenção, o homem é historiador! – vê a economia e a sociedade portuguesas a cair, mas o governo de Costa de pé. De pedra e cal. Sem economia nem sociedade! Lindo, imaginar um governo assim! Entretanto, temendo que o Governo esteja para durar e, quem sabe, se não estará mais sólido que as Pirâmides do Egipto, evitam a palavra „geringonça“. Ir pelo Pulido Valente foi um erro de palmatória, um governo assim teria merecido muito mais o nome “Rolls Royce”.

Passos Coelho anuncia o Diabo para Setembro. Imagine-se, o Diabo à porta e despede-se a desejar boas férias à sua gente. E dizem que o craque não tem humor! José Manuel Fernandes talvez queira gozar as férias em paz antes de vestir o fraque para o ir receber. Em Bruxelas, a Comissão – azelha, azelha, azelha, mil vezes azelha!- hesita com as sanções. Em Berlim, Merkel não ouve os mééés lancinantes dos seus desmamados cabritos lusitanos. Que mais podem fazer os nossos pobres desesperados do que anunciar cobras e lagartos? De abutres e hienas é que não podem falar, sabe-se lá se o povo não iria pensar que estão a fazer demasiada publicidade em causa própria.

O homem dá a cara no fundo do penico e mijam-lhe em cima

Marinho e Pinto: “Não se pode urinar na cara das pessoas…“

De facto um caso muito estranho. Marinho e Pinto está (acha-se, vê-se) no fundo do penico e quando lhe mijam em cima, isto é, no momento do delito, não se lhe ouve nem chus nem mus. E quando estiver por aí colado nas paredes e lhe rasgarem a cara em duas, com vai ser? E se uma das metades caída no chão for alvo da mijadela de um cão? E se o Passos se lembra de seguir as pisadas de Marinho e Pinto? De estranho então o caso virava hilariante.

Brexit: Os donos da democracia não estão nada satisfeitos

Isto do povo soberano é um desatino. Pôr o povo a decidir é no que dá: Não medita minimamente nos resultados dos seus actos. De momento o que há a fazer é enchê-lo de tal modo de cagaço, ameaçá-lo e aterrorizá-lo até que não lhe caiba um feijão, meter-lhe pelos olhos dentro as acções reduzidas ao valor de papel de embrulho, convencê-lo que sem especuladores não há vida à superfície da Terra e depois… mandá-lo outra vez às urnas.

Vais ver como ele vota como deve ser. A UE pode ter os defeitos que quiserem mas não há alternativa. TINA, entendido?