Perguntaram-me o que achava da „geringonça“

Bem, parece-me que a cãozoada, a rafeirada, ladra desesperada e sem fôlego, por vezes até ameaça saltar da trela, mas a „gerigonça“ avança serena e firme, com aquela profissionalidade anti-minas de quem tem a consciência de que está a atravessar uma zona de foras-da-lei.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s